21 de jan de 2017

História para trocar

Essa história é de uma menina bem sapeca.
Ela gosta de animais de todo tipo.
Cachorro grande, cachorro pequeno, tartaruga, passarinho e tantos outros.
Gosta também de árvores.
Quando pequenininha, olhava para tudo com aqueles olhinhos de jabuticaba e pensava: Nossa como as árvores são majestosas!
E desde muito cedo sonhava...
Sonhava em ser veterinária, ter papelaria, ser professora.
Gostava de brincar dessas coisas!
Subia no limoeiro que havia em frente da sua casa, dava banho nas tartarugas e sem medir a sua força abraçava o cachorro tentando impedi-lo que escapasse.
Certa vez, pegou uma faca para abrir uma pilha AA, pois queria saber o que havia lá dentro que fazia seus brinquedos ganharem vida.
Cortou um dedo, desmaiou e acordou com o cheirinho de café.
Café este que foi usado por sua mãe no corte para estancar o sangue que escorria.
Ela corria, matava formigas, procurava por joaninhas e aquelas plantinhas dorme-dorme para tocá-las e vê-las se fechando.
Adorava ficar sem energia elétrica, porque assim, à luz de velas; sua mãe, pai e irmão sentavam em roda na pequena sala da casa de três cômodos e um banheiro do lado de fora de casa, e ficavam conversando e ela ouvindo as histórias.
E ela adora ouvir histórias.
Trocar histórias.
Essa menina cresceu e continua brincando.
Hoje brinca de dançar, brinca com um gato siamês.
Brinca de tocar, batucar principalmente
Brinca com as palavras, teclado e suas inúmeras canetas e lápis, pois faz coleção deles!
Em toda sua caminhada há troca de afeto e desafetos, há troca de histórias, há troca de brincadeiras, mas afinal o que é a vida se não uma grande história permeada de brincadeiras?
Brincadeiras lúdicas na infância
Brincadeiras vivas e intensas na adolescência
E brincadeiras vezes tristes, duras severas e com finais felizes ou não na vida adulta?
Brincar - palavra de origem latina
Vem de vinculum que quer dizer laço, algema e é derivada do verbo vincire, que significa prender, seduzir, encantar. Vinculum virou brinco e originou o verbo brincar, sinônimo de divertir-se.
Brincar é próprio da saúde e muitas vezes auto-curativo.
Brincar essencialmente satisfaz.
O brincar é um lugar de repouso.
Brincar portanto não é pouca coisa. Brincando criamos o mundo!
Eu de verdade não sei como essa história vai se desenrolar, qual será o final, ela termina assim, meio sem enredo, sem pé nem cabeça, só com começo e ainda está em construção.
Ai, esqueci agora vou ao supermercado brincar de fazer compras, aqui em casa tá faltando sabão em pó e amaciante e hoje é dia de brincar de lavar roupa!
Fui!

P.

Nenhum comentário: